4 Maneiras criativas de ensinar as crianças a higienizar as mãos

Pode parecer um ato simples, mas a higienização das mãos é a ação mais eficiente para o controle de infecções e prevenção da transmissão de microrganismos. Com a proximidade do Dia Mundial de Higienização das Mãos (HM) resolvemos trazer algumas dicas para inserir, de maneira lúdica, esse hábito na rotina das crianças.

O dia 5 de maio foi definido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como um “lembrete” para que as instituições de saúde reforcem essa conscientização. Hoje, mais do que nunca, essa data se torna tão importante! A prática de higienizar as mãos reduz infecções e promove a segurança de pacientes, profissionais e da população de modo geral, trata-se de uma medida para a proteção contra doenças de impacto individual e coletivo.

 

Novas descobertas e a importância do cuidado

As crianças são curiosas por natureza e, elas exploram o universo ao seu redor tocando tudo que está ao seu alcance, dessa maneira suas mãos se tornam um campo fértil para germes e bactérias, que podem causar doenças graves nelas e em outras pessoas.

Em tempos de #pandemia, ideias criativas têm viralizado na internet. Alguns experimentos com pão, glitter e desenhos ajudam as crianças a entender como o processo de higienização das mãos é importante.

 

Experimento com fatias de pão

 

Um experimento utilizando fatias de pão viralizou na internet. Realizado por uma professora norte-americana Jarallee Annice Metcalf, o processo expõe as diferentes formas de contaminação. Em saquinhos vedados, fatias de pão foram expostas a diversas situações. Uma das fatias foi transferida direto para o saquinho, sem que ninguém a tocasse; outra foi tocada pelos alunos depois de lavarem as mãos com água e sabão; outra foi tocada pelos alunos depois de eles apenas as higienizarem com álcool em gel; outra foi tocada por todos sem lavar as mãos de jeito nenhum; outra foi passada na superfície de computadores. Algumas semanas depois…os resultados apareceram e a diferença na deterioração de cada uma das fatias é surpreendente. Os resultados variaram de acordo com a manipulação que tiveram.

Na foto é possível perceber a diferença entre os pães de acordo com as situações expostas. (Foto: Reprodução/ Facebook)

 

Método do Glitter

Outro exemplo de viralização, é o caso do post da brasileira Hérica Debiazzi, de São José do Rio Preto (SP), que usa o glitter para demonstrar como os micro-organismos se espalham através do toque das mãos. A postagem já teve mais de 28 mil compartilhamentos. A sequência de fotos demonstram, com o glitter, como micro-organismos se espalham através de movimentos como um aperto de mão, um toque no rosto e até ao abrir uma maçaneta.

As fotos demonstram, de maneira lúdica, como micro-organismos se espalham através de movimentos. (Foto: Reprodução/Facebook/Espaço Psicomotricidade Hérica Debiazzi)

 

Diferentes Materiais

O chamado “método do glitter” também aparece em diversos vídeos, ao lado de outro método: o método da pimenta. Nesse experimento, é utilizado uma tigela com água e pimenta em pó, onde os pais fazem os filhos mergulharem os dedos no recipiente. Aqui a pimenta representa os germes e grudam nos dedos da criança. Em seguida, é solicitado as crianças que lavem as mãos com água e sabão e voltem a colocar o dedo na tigela. Dessa vez, porém, a pimenta é repelida pelo sabão.

Método da pimenta mostra como os germes podem ser repelidos após uso de sabão. (Foto: Reprodução/YouTube/Shaunna Evans)

 

Explorando a criatividade

Nesse outro vídeo, o destaque é para a importância de lavar todas as regiões. Na hora de ensinar os pequenos, não devemos esquecer que as mãos devem ser lavadas por inteiro, incluindo os pulsos. Nessa dinâmica, foi desenhado um vírus no dorso das mãos, pois é um local que muitas vezes esquecemos de lavar direito. O objetivo é incentivar que as crianças lavem as mãos corretamente e que o bichinho desapareça no final do dia.

(Foto: Reprodução/YouTube/ Simone Ottoni – Psicóloga)

 

 

Uma passadinha de água não resolve! Veja como lavar as mãos corretamente.

1° Primeiro, molhe as mãos;

2° Aplique sabão suficiente para lavar toda a superfície das mãos;

3° Comece esfregando as palmas das mãos uma na outra;

4° Com os dedos entrelaçados, esfregue as palmas e as costas das mãos;

5° Esfregue as costas dos dedos e os polegares, em movimentos circulares;

6° Esfregue as pontas dos dedos nas palmas das mãos;

7° Enxágue as mãos;

8° Seque com papel e use um papel para fechar a torneira, se for necessário.

Se não tiver água e sabão, faça tudo igual com álcool em gel.

Como Trocar a Fralda do Bebê

Em primeiro lugar limpe o bumbum do bebê e em seguida passe um creme protetor. Além disso, é necessário manter a mãos limpas para evitar qualquer tipo de contato indesejável com a pele do bebê. Para facilitar a troca de fraldas deve-se manter todos os ítens à serem utilizados num só lugar. Jogue tudo o que tiver usado, como gazes, chumaços, fraldas numa lixeira com saco plástico.
Ítens necessários:

  • Algodão: compre um rolo e deixe os chumaços separados antes de usar
  • Toalhinhas: para limpar fezes e secar o bumbum do bebê
  • Tigela com água morna: o algodão e água morna é a maneira mais adequada de se fazer a higiene do bumbum da criança
  • Creme protetor: pode ser um creme indicado pelo pediatra ou óleo de amêndoas doce
  • Gaze umedecida: é útil para limpar o bumbum do bebê quando você estiver fora de casa
  • Fraldas descartáveis ou de pano
  • Fita crepe

Troca de fraldas passo-a-passo:

  1. Abra a fralda descartável com as fitas adesivas na parte de cima. Levante o bebê pelos calcanhares com um dedo entre eles e coloque a fralda embaixo com a borda de cima na linha da cintura;
  2. Levante a parte da frente, com o pipi do menino voltado para baixo (para não urinar para cima) e estique bem a fralda sobre a barriga do bebê;
  3. Segure uma ponta na posição certa e, com a outra mão tire a proteção da fita e cole-a paralela à borda da fralda, na parte da frente;
  4. Faça o mesmo procedimento do outro lado, verificando se a fralda está firme em torno das pernas do bebê;
  5. A fralda deve ficar ajustada na cintura do bebê com uma folga de apenas um dedo.

Como fazer seu filho ir para a cama?

Os pediatras recomendam alguns truques para que as crianças brinquem durante o dia e, chegada a noite, durmam. Como as crianças são diferente entre si, as regras que valem para uma podem não servir para outra. Eis algumas sugestões:

Estabeleça uma rotina

Defina um procedimento padrão para quando a noite cai. Se você definir que a ordem é banho, jantar e cama, faça sempre assim. Para as mais agitadas, um banho morno sempre acalma. Contar histórias também.

Desligue a criança

No final do dia, fuja das brincadeiras mais agitadas, como jogar bola ou cantar “marcha soldado”.

Acalme a casa

Na hora de fazê-la dormir, apague a luz do quarto, fale mais baixo, diminua o volume da televisão. A casa não precisa de silêncio absoluto, mas mesmo os adultos têm dificuldade para dormir com nível de ruído alto.

Dê meia hora

Criança pequena geralmente associa o ato de dormir com separação dos pais. Para fazer essa transição da melhor forma possível, se puder fique com ela a última meia hora do dia.

Nada de colo

Quando colocar seu filho para dormir, evite pegá-lo no colo ou acariciá-lo até que caia no sono profundo. Ponha-o no berço, poque se ele se acostumar com tanto mimo, você não terá mais sossego.

Gestação e Álcool

O efeito mais grave do álcool na gestação é o atraso no desenvolvimento físico do bebê, pois ele nasce pequeno e continuará pequeno no seu desenvolvimento físico futuro.

Estão relatadas anomalias nos olhos, especialmente defeitos das pálpebras, maxilar pequeno, anomalias nos ossos e articulações do crânio, bem como defeitos no coração.

Essas malformações foram observadas nos filhos de gestantes com alcoolismo crônico, freqüentemente embriagadas. Naturalmente a freqüência dessas anomalias varia com o modo de se ingerir o álcool.

Categorias

Postagens Recentes

Comentários recentes

    Compartilhar